como-fazer-uma-boa-confissao

Como fazer uma boa confissão – 3 pontos chaves

Tempo de quaresma é tempo de confissão. Logo, muitos se perguntam: como fazer uma boa confissão?

Quebrando alguns “pré-conceitos”

“Não preciso me confessar com um padre, pois posso contar meus pecados direto a Jesus”. É verdade que Jesus mora no íntimo de nosso coração e sabe tudo sobre nós. Entretanto, Ele confiou à Sua Igreja (Católica) a graça do perdão dos pecados, conforme diz a escritura:

“Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” (Mt 16:18-19).

Uma boa confissão

Sendo assim, é de fundamental importância que procuremos um sacerdote para nossa confissão (caso seja possível nesses tempos de pandemia, é claro!), porque será através dele que virá o perdão de Jesus.

Outro desafio de algumas pessoas é pensar que o padre vai “fofocar” seu pecado com os outros ou pensar mal de você. Este é outro erro, pois no sacramento da confissão existe o segredo, ou seja, o sacerdote é terminantemente proibido de contar a quem quer que seja os seus pecados. E quanto ao julgamento: o padre não está lá para julgar, mas sim para nos absolver.

Os 3 pontos fundamentais de uma boa confissão

Se você quiser fazer uma boa confissão tenha sempre estes três pontos em mente e se prepare. Com isso, certamente sua consciência ficará bem mais tranquila quanto ao perdão.

Primeiro ponto: um bom exame de consciência

O primeiro ponto é fazer um ótimo exame de consciência. Ou seja, com certa antecedência memorizar (ou marcar num papel mesmo) todos os pecados. Eu disse todos. Tanto os pecados veniais como os mortais. É claro que você não vai se lembrar de todos, mas procure lembrar do maior número possível, porque um pecado não lembrado é sempre perdoado, mas um pecado omitido não o será.

Segundo ponto: arrepender-se de tudo

Já o segundo ponto é estar arrependido de todos os pecados. Para se obter o perdão é necessário o total arrependimento de suas culpas e mais, prometer que vai fazer o máximo para não cometê-los novamente. Mas como assim? Quer dizer que não poderei mais cometer os mesmo pecados?

Não especificamente desta forma. Tentar, neste caso, não significa que vai conseguir. E Deus sabe que você, provavelmente, cairá nos mesmos erros. Todavia, você deve colocar como propósito nunca mais errar da mesma forma.

Pensemos na seguinte situação: um homem trai sua esposa. Arrepende-se, conta a ela e pede perdão. Contudo, ele diz que não sabe se terá forças para resistir a uma nova traição e que poderá adulterar novamente. Qual a probabilidade dessa esposa o perdoar?

Com Deus acontece a mesma coisa. Devemos ter o firme propósito de não pecar mais, tanto os pecados antigos como as novas situações que nos levarão a outros pecados.

Terceiro ponto: reparar os nosso erros

E por último o terceiro ponto que é fazer o reparo de nossos erros. Quando for possível reparar algum pecado que fizemos nós devemos fazê-lo, tal como pedir perdão a alguém que magoamos, ressarcir um dinheiro que tenhamos roubado, etc… Seria muito fácil cometer um pecado, se arrepender e não se preocupar em reparar o erro. Caso o pecado não possa ser reparado fisicamente então faça orações, como exemplo o Santo Terço, em desagravo ao sacratíssimo coração de Jesus.

A confissão nos une ao Pai

Quando cometemos um pecado venial (pecado leve) ferimos o coração de Jesus, mas um pecado mortal rompe nossa comunhão com Ele. Temos que tomar muito cuidado com os “pecadinhos” do dia-a-dia, pois vários pecados leves podem levar a um pecado mortal.

No Sacramento da Confissão a união com o Pai, rompida pelo pecado, é refeita e entramos novamente na graça de viver esta união em plenitude.

Portanto, façamos um bom exame de consciência antes da confissão. Lembremos de fazer um firme propósito de mudar de vida e não pecar mais. E, logo após a nossa confissão, reparemos os nossos erros. Sendo assim, nossas culpas serão todas apagadas naquela cruz, cujo Filho de Deus foi pregado e deu até a sua última gota de sangue para nos trazer de volta ao Amor infinito e misericordioso de Deus Pai.

Perdoados estaremos em estado de graça e, assim, fazer parte, um dia, do coro dos anjos e santos do céu!

Ótima confissão a todos!

Conheça nosso canal no YouTube e reze todas as noites, às 21 h, o Santo Terço.

Deixe uma resposta

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: