Imagem de Santa Brígida da Suécia e o título: Profecia a respeito da apostasia

Profecia Católica a Respeito da Apostasia

Existe uma profecia católica a respeito da apostasia revelada por Nosso Senhor Jesus Cristo a Santa Brígida da Suécia. A Santa Igreja aprovou essa profecia. Mas atenção, essa foi uma revelação particular, portanto ninguém tem obrigação de aceitá-la, pois não é um dogma.

Apostasia

Apostasia significa o fim dos tempos. Então, para nós católicos, significa a segunda e triunfal vinda de Jesus ao mundo para destruir de uma vez todo inimigo. Muitas teorias são ditas sobre a apostasia, tais como as profecias de Nostradamus, entre outras. Porém, a Santa Igreja é muito cuidadosa ao falar deste assunto.

Jesus mesmo disse que o futuro pertence ao Pai… nem mesmo o Filho o conhece. Mas acreditamos que certas revelações particulares servem para “preparar” os homens e “avisá-los” a respeito de algo. Por conseguinte, é o caso desta revelação(profecia).

A Profecia em si

As palavras reveladas por Jesus fazem menção a época atual, a qual estamos vivendo (ano 2021). Mesmo revelada no séc. XIV ela diz fatos relevantes que estão acontecendo conosco atualmente.

A Profecia Católica A Respeito Da Apostasia gera também um certo desconforto em nós, pois, conforme as escrituras, o diabo foi preso quando Jesus desceu a mansão dos mortos. Todavia é ele quem fará a dispersão dos pensamentos através da astúcia da mentira. Portanto, eu, particularmente, Deus permite esses acontecimentos para provar a nossa fé.

Os sinais de que esta profecia é autêntica é muito claro. Então podemos ver, por várias vezes, membros do clero afastando-se das virtudes típicas a eles destinadas. Há também o modo como as pessoas se vestem, atendendo ao “tudo posso… meu corpo, minhas regras” bem notadas devido a teorias relativistas e progressistas.

Veja o vídeo muito curto (apenas 3 min.) e tire suas conclusões sobre a profecia de Santa Brígida:

Neste post quis colocar apenas a profecia revelada a Santa Brígida sobre a apostasia. Portanto, você leitor, tire suas próprias conclusões sobre elas. Será que realmente não estamos passando por um momento igual ao descrito pela santa há mais de seiscentos anos?

Deixe uma resposta

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: