tratado-do-purgatorio-pdf

Tratado do Purgatório Pdf – S. Catarina de Gênova

O tratado do Purgatório de Santa Catarina de Gênova (Pdf) é a melhor maneira de entender o que significa o purgatório para nós cristãos católicos, porque essa santa teve a graça de vivê-lo aqui na terra. Ao final deste post está o link para download grátis.

Culpa e pena

Muitas vezes não entendemos bem o que isso significa, pois a justificação divina passa por essas duas formas, porém elas são distintas. Todo pecado é uma transgressão a lei de Deus, ou seja, a sua vontade. Ao pecar criamos uma desordem dentro de nós, uma vez que a alma não quer pecar (pois veio de Deus) mas o corpo a contrariou. Então esse pecado gera em nós uma culpa e duas penas. Mas como assim, duas penas?

Sim, vamos explicar: a culpa é imputada pelo próprio pecado em si (ex.: um criminoso é culpado pelo seu crime). Daí então desse pecado geram duas penas, uma chamada ontológica, que é a consequência desse pecado e uma pena divina. Acho melhor pegarmos um exemplo prático…

Suponhamos que uma pessoa seja adúltera e traiu a esposa, e dessa traição contraiu uma doença da relação sexual. Essa pessoa é culpada por transgredir o 6º mandamento (não pecar contra a castidade), a pena ontológica é a doença, ou seja, foi uma das consequências de seu ato pecaminoso e a outra pena é imposta pela justificação divina (pode ser uma penitência, por exemplo). Note que a confissão desse pecador apagará sua culpa, mas não as penas, pois a doença continuará. Mas e a pena da justificação divina?

São Pedro investigando como algumas almas entraram no céu? Que história é essa? Ouça esse nosso Cate Cast já.

Para que serve o purgatório?

Justamente para isso, para pagarmos as penas da justificação divina que ainda teremos depois da nossa morte. Mas elas não podem ser pagas aqui nesta vida? Sim, pelas penitências feitas e pelas indulgências ganhas, todavia devemos lembras que penitências servem também para purificar nossa alma para, um dia, podermos estar face a face com Deus. Caso isso não ocorra em vida devemos “sofrê-las”num estado chamado de “purgatório”.

Santa Catarina de Gênova e o Tratado do Purgatório

Santa Catarina vivenciou as penas do purgatório aqui na terra. Logo ela pôde, através de seu confessor, escrever este tratado para que nós conhecêssemos um pouco do que realmente é o purgatório.

Conheça a oração dos Sete Pai Nossos ditada por Nosso Senhor a Santa Brígida. Clique aqui!

Aqui estou partindo do princípio que você acredita na existência do purgatório, pois o Catecismo da Igreja Católica nos parágrafos 1030 e 1031 diz:

§1030. Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não de todo purificados, embora seguros da sua salvação eterna, sofrem depois da morte uma purificação, a fim de obterem a santidade necessária para entrar na alegria do céu.

§1031. A Igreja chama Purgatório a esta purificação final dos eleitos, que é absolutamente distinta do castigo dos condenados. A Igreja formulou a doutrina da fé relativamente ao Purgatório sobretudo nos concílios de Florença (622) e de Trento (623). A Tradição da Igreja, referindo-se a certos textos da Escritura (624) fala dum fogo purificador:

«Pelo que diz respeito a certas faltas leves, deve crer-se que existe, antes do julgamento, um fogo purificador, conforme afirma Aquele que é a verdade, quando diz que, se alguém proferir uma blasfémia contra o Espírito Santo, isso não lhe será perdoado nem neste século nem no século futuro (Mt 12, 32). Desta afirmação podemos deduzir que certas faltas podem ser perdoadas neste mundo e outras no mundo que há-de vir»

Portanto não há forma melhor de aprendermos sobre esse estado que a alma pode passar antes de se encontrar com Deus do que estudar este tratado. Para tanto estou disponibilizando para download este Tratado do Purgatório em Pdf. Baixe totalmente grátis clicando no botão abaixo:

Reze o Santo Terço conosco diariamente às 21 horas pelo nosso canal do YouTube. Clique aqui!

Deixe uma resposta

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: