Imagem de Santo Irmão Miguel Febres com vestes de religioso. Está na frente de uma escola com a Virgem Maria ao fundo recebendo uma rosa de uma criança

Santo Irmão Miguel Febres

Santo Irmão Miguel Febres – santo do dia 09/02.

Religioso [1854-1910]

Origens
Francisco foi seu nome de batismo. Alcançou os santos altares como Irmão Miguel, santo missionário, entre a juventude nas escolas. Nasceu no Equador em família nobre e de forte tradição cristã. O pai foi professor universitário; e o avô foi general do exército, venerado como herói nacional.

Saúde física e ação sobrenatural
Em suas pernas, tinha uma deformação de nascença. O garoto começou a andar apenas aos 5 anos. O fato aconteceu diante de uma visão extraordinária: ele e sua mãe viram “Nossa Senhora do Manto Azul” na roseira do jardim, o que impulsionou o garoto Francisco, hoje Irmão Miguel Febres, a dar os primeiros de muitos outros passos que daria.

Chamado à vida religiosa
Miguel foi um dos primeiros alunos do “Colégio dos Irmãos”, como era conhecida a escola conduzida pela Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs no Equador. Logo ele se apaixonou pela vida daqueles irmãos e missionários, sentindo-se chamado para ser um deles. Seus pais eram cristãos, porém, em nenhum momento o apoiavam no seguimento da vocação religiosa, pois ambicionavam uma profissão honrosa para seu filho. O jovem esperou 14 anos para, em 1868, vestir o hábito religioso. A oposição paterna reacendeu-se de forma violenta, não suportando a decisão do filho, cortou totalmente os laços com Miguel.

Frase do santo
“Desde cedo, intui que a educação é tudo para o homem e que a missão de educar é a mais nobre para a humanidade e para a Igreja.”

Doação de seus talentos e habilidades
Dedicou 26 anos de sua vida na missão de educar, e foi o que o santificou. Preferiu-a ao sacerdócio, que lhe ofereciam como sutil tentação. Foi incomparável gramático e filósofo, zeloso catequista, grande escritor e poeta, sobretudo cantando as honras à Mãe Imaculada. Em 1892, foi aclamado por unanimidade como membro da Academia Equatoriana da Língua.

Conheça a Devoção das Sete Dores de Nossa Senhora ditada a Santa Brígida. Clique e confira!

Destaque nos Lassalistas
O primeiro religioso equatoriano da Congregação dos Irmãos de La Salle ou Irmãos Lassalistas, em 1907, trabalhou arduamente em textos escolares, que dariam subsídios para toda a Congregação. Além do Equador, viveu e trabalhou em Paris (França), na Bélgica e em Premiá de Mar (Espanha).

Última frase
Em 1910, ele parte para a glória, santa e serenamente, rodeado por seus Irmãos. Suas últimas palavras foram: “Jesus, José e Maria, eu vos dou o meu coração e a minha alma”.

A “Congregação do Santo” no Brasil
A presença Lassalista no Brasil iniciou em 1907. As unidades educativas e de assistência social em que os Irmãos atuam estão presentes em nove estados brasileiros e no Distrito Federal, atendendo a mais de 47 mil alunos com o trabalho de mais de 5 mil educadores.

Oração 
“Ó Deus onipotente e eterno, que em São Miguel Febres Cordeiro, deste à tua Igreja um ilustre educador de crianças, concede-nos que, imitando a sua dedicação exemplar, saibamos acompanhar com bondade os jovens para os dirigir a ti.”

Profecia do séc. XIV sobre o fim dos tempos? Será verdade? Clique e confira!

A minha oração
“Senhor Jesus, são tantos os profissionais que doam-se por uma humanidade melhor, em especial os educadores, professores e pedagogos. Senhor, muitos deles são desprezados e desvalorizados. Te peço, por intercessão de Santo Irmão Miguel Febres, que guarde para cada um desses, as glórias da vida eterna. Amém.”

São Miguel Febres, rogai por nós!

Fontes:

  • Martirológio Romano
  • Liturgia das Horas
  • Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs – irmaosdelasalle.org
  • Livro “Um santo para cada dia” – Mário Sgarbossa – Luigi Giovannini [Paulus, Roma, 1978]
  • Livro “Relação dos Santos e Beatos da Igreja” – Prof Felipe Aquino [Cléofas 2007]

Conheça o nosso canal do YouTube e nos ajude fazendo sua inscrição!

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: